OAB e MP… queremos mais órgãos constituídos brigando pela vacina

Já está mais do que na hora de a sociedade civil organizada, assumir o papel de protagonista na exigência, para que o Governo Federal saia da inercia e do negacionismo, e assuma a responsabilidade para a compra urgente, da vacina para imunização em massa da população.

A imprensa tem feito seu papel. Alguns outros políticos, como governadores e prefeitos, até veem tentando adotar algumas medidas, ainda que paliativas. Uma parte da sociedade tem manifestado seu grito de socorro. Mas, ainda tem aquela parcela de seguidores do ‘rei’, que continua dando à ele (governo), um feedback favorável, o mantendo em seu inoperante reinado, sem demonstrar sequer, comoção e humanidade perante o que vem ocorrendo. Sim, precisamos de uma ‘mãozinha’, para tirá-lo dessa zona de conforto.

Precisamos e muito, ter mais órgãos constituídos, como fizeram recentemente, o Ministério Público e a Ordem dos Advogados do Brasil (Nacional), presentes com veemênca, nessa briga contra essa pretensão apática do Planalto, pela compra da nossa vacina. – E por falar nisso, cadê o Congresso Nacional?

Enquanto o subprocurador-geral do MP, solicitou o afastamento do presidente Bolsonaro das ações administrativas dos recursos que deveriam viabilizar a compra da vacina, a OAB, por sua vez, ajuizou nesta sexta-feira (19), junto ao STF (Supremo Tribunal Federal), um pedido para obrigá-lo a adquiri-la com a urgência que a situação pede. Em nota divulgada à imprensa ontem (20), ela destacou a omissão desse governo, em meio a grande quantidade de gente morte, vitimada pela Covid-19.

“Após 12 meses, vivemos hoje o pior momento para a saúde pública, com sucessivos recordes diários de óbitos, aumento exponencial das internações e colapso do sistema de saúde em diversas regiões. A situação, conforme amplamente noticiada, é dramática e exige medidas urgentes e drásticas”, diz um trecho da nota.

De acordo com o Consórcio de Imprensa, até o começo da noite deste domingo (21), já temos 11.996.442 de vítimas confirmados com o vírus, desde o início da pandemia. E hoje batemos mais um recorde na média diária de mortes, 2.255. Totalizando 294.115 óbitos vitimados pelo Covid-19. É o que mostra matéria publicada pelo portal G1.

Por outro lado, também segundo o consórcio, a VACINAÇÃO, que segue a passos de tartarugas, só preveniu até agora, 11.721.357 de uma população de quase 200 milhões apta à ser imunizada. Que (des)governo é esse, meu Deus?

*Crédito da Imagem:

**Imagem Topo: Reprodução OAB

***Imagem Central: Galeria Senado Federal

Deixe um Comentário (digite abaixo)

%d blogueiros gostam disto: