Felipe Neto se une a escritórios de advogados para ajudar vítimas de abuso de autoridade

Depois de ser acusado de cometer crime contra a Lei de Segurança Nacional, por ter chamado o presidente Jair Bolsonaro de “genocida”, em suas redes sociais, por considerá-lo culpado pela morte de boa parte das vítimas do coronavírus, o youtuber Felipe Neto uniu-se a quatro escritórios de advocacia, para juntos, defenderem vítimas de abuso de autoridade, similar à sofrida por ele.

O grupo criou um movimento chamado Cala Boca já Morreu (confira abaixo), com um site onde os interessados podem se cadastrar para serem atendidos.

A queixa-crime contra Felipe Neto, foi feita no Rio de Janeiro na semana passada, pelo filho do presidente, o vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos – RJ). O youtuber chegou a ser intimado pela Polícia Civil para prestar depoimento.

Porém, uma liminar expedida pela juíza Gisele Guida de Faria, da 38ª Vara Criminal do Rio, suspendeu a investigação, por considerá-la ilegal. A magistrada entendeu que a competência da diligência, não é da Polícia Civil, e sim da Polícia Federal.

Matéria publicada pelo portal G1, no último dia 18, mostra trechos da decisão da juíza, como esse: “Tais elementos, afiguram-se suficientes, no meu entender, para demonstrar, prima facie, a existência de flagrante ilegalidade praticada pela autoridade coatora, que não detém a necessária atribuição para investigar os fatos noticiados, cuja apuração sequer poderia ter sido iniciada, por ausência de condição de procedibilidade”, disse ela.

Por sua vez, Neto considera que esse tipo de intimação, não é apenas para intimidá-lo. Mas sim, para tentar amedrontar aqueles que pensam diferente do governo e o criticam. “O objetivo da família Bolsonaro não é mais colocar medo em mim. Eles sabem q tenho uma estrutura enorme para me defender. O objetivo é botar medo EM VOCÊ. Para q VOCÊ tenha medo de falar, por achar q irão te perseguir. Por isso, isso aqui é MUITO forte“, escreveu ele em seu Twitter.

.

Cala Boca já Morreu

.

O movimento ‘Cala Boca já Morreu’ criado por Felipe Neto em parceria com os escritórios André Perecmanis Advogados, Arruda Botelho Sociedade de Advogados, Davi Tangerino & Salo de Carvalho e XVV Advogados, visa atender gratuitamente, pessoa física ou jurídica que se sentir cerceada do direito de expressar-se com critica ou opinião, dentro da legalidade, contra qualquer autoridade pública.

O acesso ao atendimento, é oferecido para quem esteja passando pela situação descrita, em conformidade com os critérios pré-estabelecidos e não tenha condições de constituir uma defesa.

Para saber se você se encaixa nas regras, confira o vídeo abaixo e também entre no site do movimento, clicando aqui ou acessando… https://www.calaabocajamorreu.com.br

Confira o vídeo…

*Créditos das Imagens: Reprodução / Divulgação

Deixe Seu Comentário (digite abaixo)

%d blogueiros gostam disto: