Covid-19: França suspende voos do Brasil e faz chacota sobre a cloroquina

O governo francês, anunciou nesta terça-feira (13), a suspensão de todos os voos entre seu país e o Brasil, por conta do agravamento na variação da pandemia, por aqui.

A divulgação foi feita pelo Primeiro Ministro da República Francesa, Jean Castex, em assembleia no Parlamento.

De acordo com publicações, essa proibição atendeu a pedidos dos médicos daquele país, citando principalmente, a variante P.1, encontrada recentemente em Manaus. E além disso, eles avaliam a inércia do governo brasileiro nas ações efetivas, para combater o Covid-19.

Até ontem, o Brasil já contabilizava 358.718 mortos e apenas 24.433.064 haviam recebido a primeira dose da vacina. Esses números são do consórcio de veículos de imprensa, formado por G1, Extra, O Globo, Folha de São Paulo, Uol e O Estado de S.Paulo. Em todo o país, vem sendo crescente a quantidade de jovens entre as vítimas fatais.

No discurso do ministro Castex, ao dizer que o Brasil foi o país que mais prescreveu a hidroxicloroquina (ao invés de ações eficazes como a vacina) e rebater um deputado oposicionista que no ano passado havia sugerido ao seu governo, usar esse mesmo medicamento para imunizar a população, é possível ouvir comentários e risos irônicos no recinto (confira no vídeo abaixo).

De acordo com o Primeiro Ministro, por motivos como esses, “decidimos suspender, até novo aviso, todos os voos entre o Brasil e a França“, escreveu ele em sua conta no Twitter.

Confira a íntegra do discurso abaixo…

Crédito da Foto: b1-foto/Pixabay

Deixe um Comentário (digite abaixo)

%d blogueiros gostam disto: