Congresso articula tirar Bolsonaro das ações de combate a pandemia

Em virtude da ‘ineficiência e negacionismo’ do presidente Jair Bolsonaro sobre a pandemia, há um movimento em Brasília, para retirar dele e passar ao Congresso, o comando das ações de combate ao Covid-19, com apoio de governadores e até do próprio Ministro da Saúde, Eduardo Pazuello.

As articulações estão sendo feitas nos bastidores. A ideia é não criar alarde inicial, para não despertar a ‘ira do presidente’. A informação foi dada hoje (8) pela coluna Painel da Folha de São Paulo.

Com isso, criam-se dois acordos para enfrentar o colapso. “Primeiro, os governadores querem evitar o desgastes de atuar sozinhos no pico da pandemia. Segundo, a polarização de Bolsonaro com eles, chegou a um ponto em que a única forma de uma ação nacional, é ter o Legislativo junto“, diz a coluna.

Aliados dos presidentes da Câmara, Arthur Lira e do Senado, Rodrigo Pacheco, querem dar ao movimento, um ar pacífico entre os Poderes, sem a conotação de atropelamento do governo federal. Mas o objetivo é que o grupo coordene as ações do Ministério da Saúde, enfraquecendo as ordens negativas de Bolsonaro.

.

O que querem fazer

.

Já que o governo federal até agora não comprou as vacinas, o movimento mira esse objetivo. Foto: Reprodução Globo

Os principais pontos a serem gerenciados, segundo a matéria são: compra de vacinas, ampliação de leitos de UTIs, equipamentos para hospitais e medidas mais fortes de restrições para evitar aglomerações.

Mesmo não apoiando a atuação atual de Pazuello, os deputados e senadores envolvidos no movimento, preferem mantê-lo no plano. Primeiro, por motivos legais e depois, para evitar mais atraso nos trâmites dos recursos já disponíveis. Outro ponto, é que o ministro parece está se mostrando mais flexível, por conta de condenações que já pesam sobre ele, além do aumento do número de pessoas mortas pelo coronavírus nos últimos dias.

Para acompanha a íntegra da matéria, assinada por Camila Mattoso, clique aqui.

*Crédito da Foto Topo: Reuters/Ueslei Marcelino

Deixe Seu Comentário (digite abaixo)

%d blogueiros gostam disto: